12/05/2020

Estética e cinema: o movimento entre beleza e feiura na cultura ocidental

O curso de Estética e Cinema: o movimento entre beleza e feiura na cultura ocidental propõe o estudo de temas estéticos (na filosofia, artes, comunicação) a partir da análise crítica de nove filmes. O que é estética? O que é beleza? O que é o feio, a feiura? Veremos a estética e seus contextos; o corpo e suas mudanças culturais; a imaginação, a arte, a mídia atuando sobre conceitos do belo, do feio, do monstruoso, do mal, do diferente, do estranho. Os limites entre o belo e o feio não são tão nítidos assim. É exatamente este limiar (ainda incerto e complexo) no movimento entre beleza e feiura que este curso pretende explorar.

Os temas abordados e os filmes a serem analisados, serão os seguintes: Estética e Cinema, em “História da Feiura”  (introdução da obra); o belo/bom/justo, em 300 de Esparta (2006); o grotesco, em Freaks (1932); o cômico, em Que morram os feios (2010); o estranho e monstruoso, em O homem elefante(1980); mulher (beleza e feiura), em Demônio de Neon (2016); o inquietante, em A Pele (2006); o kitsch, em Trapaceiros (2000); o feio hoje, em Shrek (2001). Teremos discussões semanais (via fórum) e a avaliação será feita por meio de resenhas semanais.

Objetivo:

O objetivo da estética é a perfeição (aperfeiçoamento) do conhecimento sensível. Usamos o imaginário cinematográfico para produzir obras com fins estéticos e lúdicos. Porém, nosso imaginário também concebe efeitos cognitivos e propósitos pragmáticos, que motivam e orientam nossas ações individuais ou coletivas. Nosso objetivo é, a cada semana, demonstrar que somos nós que construíamos as regras sociais, a cultura, ao passo em que, semanalmente, veremos a estética e seus contextos; o corpo e suas mudanças culturais; a imaginação, a arte, a mídia atuando sobre conceitos do belo, do feio, do monstruoso, do mal, do diferente, do estranho, entre outros elementos estéticos, para entender o humano e suas criações culturais.

Destinatários:

Estudantes de graduação que possuam interesse em leituras sobre Estética e Cinema.

Docente:

Profa.  Dra. Verônica Guimarães Brandão da Silva [Currículo Lattes]

Doutora em Imagem, Som e Escrita no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília, com tese defendida com o título de A Cultura Brasileira do Feio: por uma noção de beleza ampliada (2017). Com mestrado realizado na Universidade de Brasília, com dissertação intitulada Estética da monstruosidade: o imaginário e a teratogonia contemporânea (2013). Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás (UEG, 2009). Fui tutora a distância pela Universidade Aberta do Brasil (UAB-UnB) em Artes Visuais e professora online do curso de extensão Narrativas e Visualidades (NARRAVIS), pela Universidade do Vale do São Francisco, com o curso Estética e Cinema. Com experiência em Estudos Culturais: Cinema, Estéticas, Artes, Imaginário, Cultura. Atualmente edito os websites nabateia.jimdo.com (para informações de chamadas de artigos e congressos) e alacridadecultural.jimdo.com (sobre cultura). Atuo como parecerista em artes visuais para o Fundo de Arte e Cultura de Goiás e parecerista em artes integradas para a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe/Funcultura). Parecerista em produção audiovisual para o Fundo Municipal da Cultura de Curitiba (FCC-FSA 2017).Também credenciada como Jurada em Audiovisual pela Secretária Especial de Cultura (Ministério do Turismo). Atuou como tutora para o curso Especialização em Educação e Patrimônio Cultural e Artístico (UAB, CAPES, PPG-Arte-UnB) e como professora autora das disciplinas Fundamentos do Áudio e Desenho do Som no IFB. Professora das disciplinas: Produção Audiovisual, Teorias da Imagem, Edição Audiovisual, Ética da Comunicação, Leitura Crítica da Comunicação e Pesquisa de Opinião e Mercado no Centro Universitário UniAraguaia (GO).

Código de área do conhecimento (CNPq):

8.00.00.00-2 Linguística, Letras e Artes
8.03.01.00-2 Fundamentos e Crítica das Artes

Ementa:

[Aula 1]
Apresentação do curso e explicação. O belo/bom/justo, em 300 de Esparta.

Objetivo:
Entender a beleza clássica (Gregos e Romanos).

Bibliografia:
ECO, Umberto. História da Beleza. Tradução de Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Record, 2004.


[Aula 2]
O grotesco, em Freaks

Objetivo:
Perceber os níveis do elemento feio e da alteridade na cultura.

Bibliografia:
SODRÉ, Muniz; PAIVA, Raquel. O império do Grotesco. Rio de Janeiro: MAUAD, 2002.


[Aula 3]
O cômico em Que morram os feios

Objetivo:
Analisar o uso do riso na cultura ocidental

Bibliografia:
MINOIS, Georges. História do riso e do escárnio. Tradução Maria Elena O. Ortiz. A. São Paulo: Editora UNESP, 2003


[Aula 4]
O estranho e monstruoso em O homem elefante

Objetivo:
Perceber o estranho como inimigo.

Bibliografia:
ECO. Umberto.Construir o inimigo e outros escritos ocasionais. Tradução Jorge Vaz de Carvalho. Lisboa: Gradiva, 2011.


[Aula 5]
Mulher, beleza e feiura em Demônio de Neon

Objetivo:
Analisar os padrões de beleza para mulheres.

Bibliografia:
ETCOFF, Nancy. A Lei do mais belo: a ciência da beleza. Tradução Ana Luiza Borges de Barros. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 1999.


[Aula 6]
O inquietante em A Pele

Objetivo:
Mulheres e escolha comportamentais e corporais.

Bibliografia:
PENNA, Lucy. Corpo sofrido e mal-amado: as experiências da mulher com o próprio corpo. São Paulo: Summus, 1989.


[Aula 7]
O kitsch em Trapaceiros

Objetivo:
Analisar os valores estéticos no campo da Arte. As coisas e a arte.

Bibliografia:
MOLES, Abraham. O Kitsch: a arte da felicidade. São Paulo. Editora Perspectiva. 1972.


[Aula 8]
O feio hoje, em Shrek. Finalização do curso e recepção do artigo

Objetivo:
Perceber a mudança do conceito e percepção da feiura.

Bibliografia:
ECO, Umberto. História da Feiura. Tradução Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Record, 2007.


Cronograma:

Inscrições:
De 12/05/2020 (Terça-feira) a 02/10/2020 (Sexta-feira)

Curso:
De 05/10/2020 (Segunda-feira) a 06/12/2020 (Domingo)

+ info via WhatsApp

+ info via Facebook Messenger

Reservar vaga