27/06/2016

Pesquisadores Associados

Clique no nome para acessar o currículo.
Agnaldo Mesquita de Lima Junior (Brasil)

Licenciado em Letras Português/Espanhol pela Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA – Campus Jaguarão. Mestre pelo Programa de Pós-Gradução em Educação da Universidade Federal do Rio Grande. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria. Coordenador Regional do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura – CLAEC no Rio Grande do Sul. Editor assistente da Editora CLAEC. Coordenador acadêmico da Escola Latino-Americana de Altos Estudos em Cultura ? ELACult. Atualmente faz parte do Núcleo de Estudos em Educação Ciência e Cultura (NEC/CE/UFSM), como membro do Grupo de Pesquisa e Extensão INOVAEDUC – Grupo de Estudos, Pesquisas e Intervenções em Inovação Educacional, Práticas Educativas e Formação de Professores.

Ahtziri Erendira Molina Roldán (México)

Possui graduação em Sociologia pela Universidad Nacional Autónoma de México – UNAM, Doutorado em Sociologia pela University of York e Pós-Doutorado em Ciências Sociais pelo Instituto de Investigaciones Sociales da UNAM. Atualmente é professora do Centro de Estudos em Artes da Universidad Veracruzana, membro do Seminario de Investigación en Gestión Cultural de la Universidad Veracruzana e lider de la investigación en marcha: Tercera Función Sustantiva Universitaria y su pertinencia regional. Pesquisa temas como gestão cultural, políticas culturais e extensão universitária.

Alan Dutra de Melo (Brasil)

Professor Adjunto da Universidade Federal do Pampa – Câmpus Jaguarão. Doutor em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas. Coordenador do Curso de Bacharelado em Produção e Política Cultural (2013-2014); (2018/02); (2019-2020) e do Curso de Especialização em Culturas, Cidade e Fronteiras (2012). Professor nos Cursos de Bacharelado em Produção e Política Cultural desde 2012 e no de Tecnologia de Gestão em Turismo desde 2011. Foi coordenador Programa de Educação Tutorial PET Produção e Política Cultural (2013-2015). Mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural (UFPel). Especialista em Sociologia e Política (UFPel). Possui Graduação em Direito (UFPel). A área de atuação inclui as seguintes áreas: Patrimônio Cultural, Turismo Cultural, Paisagem Urbana, Plano Diretor, Cidade, Política Cultural, Educação Patrimonial e Direito Urbanístico. Desde 2015 é membro associado do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Monumentos e Sitios ICOMOS Brasil e também pesquisador associado do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura CLAEC. Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Jaguarão desde 2018.

Aldo Valentim (Brasil)

Doutorando em Políticas Públicas na UFRGS-Porto Alegre, Mestre em Gestão e Políticas Públicas-FGV e Mestre em Artes – UNICAMP, Pesquisador Visitante na University of Haifa – Israel. Atualmente é Secretário Adjunto da Cultura da Prefeitura de São Paulo. É professor e coordenador da pós-graduação em Gestão Cultural do Centro Universitário SENAC-SP. Pesquisador no Programa de Pós-Graduação Cidades Inteligentes da Universidade Nove de Julho. Professor convidado da Universidade do Sagrado Coração – USC- Baurú. Como pesquisador colabora no CEGOV – Centro de Estudos Internacionais sobre Governo da UFRGS, no GT Economia Criativa, Cultura e Políticas Públicas. Foi pesquisador CNPQ e CAPES. Bacharel em Relações Internacionais pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (2007), com aperfeiçoamento em Cooperação Cultural Internacional, em Madri/Espanha na Organização dos Estados Ibero-americanos, parceria com a Agência Espanhola de Cooperação Internacional. Foi Coordenador na Secretaria de Planejamento e Gestão do Governo do Estado de São Paulo. Foi Coordenador da Unidade de Fomento à Cultura e Economia Criativa da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, de 2016 até 2018. Foi Gerente Estadual do Programa de Qualificação em Artes das Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, gerenciado pela POIESIS-Organização Social da Cultura, na qual exerceu as funções de Coordenador Administrativo(2010-2011) e de Coordenador de Projetos Especiais (2011-2013). Tem 20 anos de experiência em gestão e administração de projetos culturais, com passagens pelo setor privado, 3o.setor e administração pública. Na Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo foi Coordenador de Projetos: Ademar Guerra(2003-2006) e Mapa Cultural(2005-2006) e Consultor na implementação do Proac(2006). Desenvolve pesquisas sobre Políticas Públicas, Avaliação de Políticas Públicas, Gestão e Políticas Culturais, Políticas de Financiamento à Cultura. Contato: e-mail: [email protected] – whatsapp: (55+11) 973 54 48 85 .

Aline Moschen de Andrade (Brasil)

Doutoranda em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ, mestra em Psicologia Institucional pela UFES e bacharel em Produção Cultural pela UFF, desenvolve pesquisas em cultura com ênfase na análise etnográfica de comunidades tradicionais e povos ameríndios, processos de memória e políticas públicas de direitos humanos. Atuou na implantação de políticas públicas em cultura e direitos humanos como Gerente de Planejamento, Articulação e Monitoramento na Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Espírito Santo em cooperação técnica com a Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Foi membro do Programa Nacional de Apoio à Pesquisa (PNAP 2014) pela Fundação Biblioteca Nacional, com pesquisa relacionada à participação feminina na construção de políticas públicas no Brasil e iniciou-se cientificamente no ano de 2012, através do projeto de extensão “Educação Patrimonial em Oriximiná/PA” junto a populações ribeirinhas da Amazônia. No mesmo ano recebeu o Prêmio Literário Troféu Itapuca, concedido pela Universidade Federal Fluminense e Imprensa Oficial do Rio de Janeiro.

Amanda Basilio Santos (Brasil)

Bacharela em História, Especialista em Artes (PPGA-UFPel) e Mestre em História na linha de Arte e Conhecimento Histórico (PPGH-UFPel), sendo também mestra em Memória Social e Patrimônio Cultural (PPGMP-UFPel). Desenvolveu pesquisas focadas em arquitetura e iconografia, incluindo análise de pinturas murais de cunho moralizante, iconografia e arquitetura românica e análise de monumentos tumulares góticos. Membro do LAPI (Laboratório de Política e Imagem da UFPel). Pesquisadora associada do Centro Latino Americano de Estudos em Cultura (CLAEC), sendo editora-assistente da Editora CLAEC. Membro do NEM-RS (Núcleo de Estudos Medievais – UFRGS) Atualmente é doutoranda em História, na linha Cultura e Representações, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde desenvolve pesquisa em história medieval inglesa e iconografia religiosa entre os séculos XII e XV da Inglaterra medieval, focando em estudos relacionados à circularidade e hibridismo cultural na Marca Galesa, por meio de análise da iconografia e arquitetura de igrejas paroquiais românicas construídas ao longo da fronteira entre o País de Gales e a Inglaterra.

Ângela M. B. Ribeiro (Brasil)

Professora Ajunta do Curso de Tecnologia em Gestão do Turismo na Universidade Federal do Pampa-UNIPAMPA – Jaguarão-RS). Dra. em Linguística Aplicada na Universidade Católica de Pelotas. Mestra em Desenvolvimento Regional (UNIOESTE). Especialista em Administração de Serviços Turísticos (UNIOESTE). Bacharela em Turismo pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Áreas de estudo : Turismo, Turismo Cultural, Patrimônio Cultural e Cultura Popular.

Ângela Sowa (Brasil)

Mestre em Comunicação Midiática pela Universidade Federal de Santa Maria (2015-2017). Graduada em Relações Públicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Foi Bolsista de Iniciação Cientifica PIBIC / CNPq / UFSM no Projeto Entre os Muros Interculturais da Mídia e da Escola: a construção social da identidade e da diferença sob orientação da Professora Doutora Rosane Rosa. É membro do Grupo de Pesquisa Comunicação, Educação Intercultural e Cidadania – UFSM. Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais da Educomunicação – ABPEducom e Pesquisadora Associada do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura- CLAEC.

Antônio Guimarães Brito (Brasil)

Doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC (2010). Mestre em Direito na área de concentração em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC (2004). Professor Associado na Universidade Federal do Rio Grande, RS. Pesquisa Antropologia do Direito, Antropologia nas Relações Internacionais, Direitos Humanos e Diversidade, Pensamento Decolonial Latino Americano, Ecologia Política. Tema central: Civilização e Barbárie. Leciona as seguintes disciplinas: Antropologia do Direito, Sociologia Jurídica, Direitos Humanos, Teoria Geral do Estado, Ciência Política, Relações Internacionais e América Latina, Teoria e Historia das Relações Internacionais.. Foi professor nos cursos de graduação em Direito e Relações Internacionais na Universidade Federal do Pampa (2015 a 2018)) e nos cursos de Direito e Relações Internacionais e no Programa de Mestrado em Antropologia Social na Universidade Federal da Grande Dourados (2010 a 2015). Professor aprovado em 2015 para ingresso como membro permanente no programa de mestrado em Direito e Justiça Social da Universidade Federal do Rio Grande. Coordenador do projeto Internacional edital Abdias Nascimento/CAPES Brasil e Equador (2016) e membro do projeto internacional edital AULP/CAPES Moçambique (2014). 

Betania Maciel (Brasil)

Possui Doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, UMESP (2002), mestrado profissionalizante Master em Ciência, Tecnologia e Sociedade: Comunicação e Cultura pela Universidade de Salamanca, Espanha (2000), mestrado em Administração Rural pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) – Université de Sherbrooke, Canadá (1994), especialização em associativismo pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1991), graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco, UFPE (1982). Professora do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento Local – POSMEX na Universidade Federal Rural de Pernambuco, professora titular e pesquisadora do Grupo ESUDA de Interlocução Acadêmica da Faculdade de Ciências Humanas – ESUDA. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em metodologia de ensino e pesquisa e metodologias ativas, atuando principalmente nos temas: educação, comunicação e cultura, comunicação científica e tecnológica, processos comunicacionais, folkcomunicação e desenvolvimento local. Ex presidente e Membro do conselho deliberativo da Rede Folkcom – Rede de Estudos e Pesquisa em Folkcomunicação da Cátedra Unesco-UMESP de comunicação para o desenvolvimento regional. Prêmio Luiz Beltrão 2012 categoria: liderança emergente.

Bruno César Alves Marcelino (Brasil)

Doutorando no Programa de Pós-graduação binacional em Estudos Sociais Interdisciplinários de Europa e América Latina (2019-2023), área de investigação em Estudos Socioculturais ofertado pelo Institut für Politik- und Verwaltungswissenschaften (Instituto de Ciências Políticas e Administrativas) da Universität Rostock (Alemanha) e pela Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación da Universidad Nacional de La Plata (Argentina), com auxílio financeiro do Centro Universitário Argentino-Alemão (CUAA-DAHZ). Cursando especialização em Epistemologías del Sur (2019-2020) pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra e pelo Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO). Mestre em Integração Contemporânea da América Latina – ICAL (2016-2018), linha de pesquisa em Cultura, Colonialidade/Decolonialidade e Movimentos Sociais pelo Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política – ILAESP da Universidade Federal da Integração Latino-Americana – UNILA, sendo bolsista do Programa de Demanda Social da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação. Bacharel em Produção e Política Cultural (2012-2015) pela Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA, sendo bolsista do Programa de Educação Tutorial – PET Produção e Política Cultural. Diretor-Presidente e Pesquisador Associado do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura – CLAEC, Editor-chefe da Editora CLAEC e da RELACult – Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade (Qualis-CAPES – B2), organizador das edições do livro e-book Dossiê Cultura em Foco, Coordenador Geral da Escola Latino-Americana de Altos Estudos em Cultura – ELACult. Membro do Grupo de Pesquisa/CNPq Metropolização e Desenvolvimento Regional da Universidade Feevale, na linha de pesquisa: Dinâmicas da cultura e conflitos sociais. Tem experiência e interesse nas áreas de Estudos culturais em regiões de fronteira; Integração cultural latino-americana; Movimentos sociais e políticas públicas; Políticas culturais e Produção e gestão cultural.

Carla Ricci (Brasil)

Mestra em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2018). Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) (2014). Foi bolsista do programa Santander Universidades de mobilidade internacional no curso de Relaciones Internacionales, na Universidad de Guadalajara (México) (2014/1). É pesquisadora do Grupo de Análise Estratégica – Oriente Médio e África Muçulmana (GAE-OMAM). Concentração de estudos nas áreas de: Política Internacional; Estudos pós-coloniais; Estudos de gênero; Oriente Médio; Migrações Internacionais.

Celso Gabatz (Brasil)

Professor Colaborador e Pós-Doutorando nas Faculdades EST. Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Mestre em História Regional pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Passo Fundo (UPF). Especialização em Ciência da Religião e em Docência no Ensino Superior. Possui Graduação em Teologia (Bacharelado) pelas Faculdades EST de São Leopoldo, RS. Graduação em Sociologia (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade do Noroeste do Rio Grande do Sul (UNIJUI). Graduação em Filosofia (Licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR) de Batatais, SP. Membro da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR); da Associação dos Cientistas Sociais de Religião do Mercosul (ACSRM) e da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS). Pesquisador Associado do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Tem experiência na área da Sociologia, Teologia, Filosofia, Direito, História e Educação. Pesquisador de temas relacionados às religiões e religiosidades e suas conexões com a diversidade, identidades, fundamentalismos, intolerâncias, direitos humanos, questões de gênero e laicidade. Integra o Grupo de Pesquisa Religiões e Sociedade (UNISINOS) e os Grupos de Pesquisa do Protestantismo e de Teologia Pública em Perspectiva Latino Americana (Faculdades EST).

Chryslen Mayra Barbosa Gonçalves (Brasil)

Doutoranda pelo Programa de Pós Graduação em Antropologia Social – UNICAMP. Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Antropologia Social – UNICAMP. Bacharel em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Ingressou em processo de intercâmbio junto à Universidad de Santiago de Compostela, Espanha, no último semestre de 2015 cursando Trabalho Social. Tem experiência na área de Antropologia, Sociologia e Ciência Política, atuando principalmente nos seguintes temas: pós-colonialismo, decolonial, teoria crítica latino-americana, epistemologia aymara, mestiçagem na Bolívia, gênero e feminismo. Compõe o GEA (Grupo de Enfoques Antropológicos) da FFC-UNESP campus de Marília, coordenado pelo professor Andreas Hofbauer. Atualmente é membro do Grupo de Trabalho “Derecho, Clases y Reconfiguración del Capital” junto ao Consejo Latino-americano de Ciencias Sociales (CLACSO).

Cristiane Dambrós (Brasil)

Possui graduação em Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (2008), mestrado em Engenharia Civil e Ambiental pela Universidade Federal de Santa Maria (2011) e doutorado em Geografia (Organização do Espaço) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2016), realizando doutorado-sanduíche na UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real – Portugal. Atualmente é professor substituto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Gestão de Recursos Hídricos e Geografia Agrária e Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar, gestão de recursos hídricos, análise integrada da paisagem, patrimônios naturais e culturais.

Damaris Pereira Santana Lima (Brasil)

Possui graduação em Letras Português Espanhol pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1998), especialização em Língua e Literatura Espanhola pela AECI (2000), mestrado em Lingüística pela Universidade de Brasília (2005) e doutorado em Literatura pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" -Unesp/ Assis – (2013). Atualmente é estatutário – ativo permanente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Atua na área de Língua Espanhola e Literaturas de Língua Espanhola.

Daniel Levine (Estados Unidos)

Graduação em Ciência Política pelo Dartmouth College, mestrado em Sociologia Política pela London School of Economics e doutorado em Ciência Política pela Yale University. É Professor Emérito, cientista político e membro do Centro de Estudos da América Latina e Caribe da University of Michigan e pequisa temas sobre religião e política e democracia.

Denise Rosana da Silva Moraes (Brasil)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (1991) Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2006). Estágio de doutorado sandwich na Universidade Católica Portuguesa UCP/Lisboa/Portugal – (2012) Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2013). Professora Adjunta da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. UNIOESTE – Centro de Educação, Letras e Saúde -Campus de Foz do Iguaçu. Docente do Curso de Pedagogia e do Programa de Mestrado e Doutorado Acadêmico Interdisciplinar em Sociedade, Cultura e Fronteiras. Atuou como Diretora do Centro de Educação e Letras da Unioeste. Experiência na área de Educação, Tecnologias e Mídias; Formação inicial e continuada de professores/as – Didática – Prática de Ensino – Avaliação e gestão educacional. Coordena o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Mestrado e Doutorado em Sociedade, Cultura e Fronteiras (PPGSCF) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE – campus de Foz do Iguaçu. Associada à (ANINTER) Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação Interdisciplinar em Sociais e Humanidades (2016) e membro da Diretoria ( Conselho fiscal); Associada à (ABCiber) Associação brasileira de pesquisadores em Cibercultura (2016); Membro do do Conselho Acadêmico da Escola Latino-Americana de Altos Estudos em Cultura – ELACult do Centro Latino Americano de Estudos em Cultura, 2018. Autora de livros, capítulos e artigos sobre formação de professores(as); interdisciplinaridade, Estudos Culturais e Mídias.

Djalma Thürler (Brasil)

DJALMA THÜRLER é especialista em gestão e políticas culturais pela Universidade de Girona (ES), Investigador Pleno do do CULT – Centro de Pesquisa Multidisciplinar em Cultura, da UFBA, Investigador Associado do CLAEC – Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura e Investigador Colaborador do ILCML – Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, da Universidade do Porto (Portugal). É diretor artístico e dramaturgo da ATeliê voadOR Companhia de Teatro (http://www.atelievoadorteatro.com.br/). Possui estágio de Pós-Doutoramento em Literatura e Crítica Literária pela PUC São Paulo. É Professor permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade e Professor Associado do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) da Universidade Federal da Bahia. É Doutor em Letras com estudos nas áreas de Literatura Brasileira e Teatro (UFF), Mestre em Ciência da Arte (UFF) e Bacharel em Artes Cênicas e em Pedagogia, pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-RIO). Tem experiência na área de Artes, Direção Teatral, Literatura Brasileira, Dramaturgia, Gestão e Produção cultural. Coordena o CuS – grupo de Pesquisa em Cultura e Sexualidade (UFBA).

Diógenes Braga Ramos (Brasil)

Possui graduação em Teologia pelo Centro Universitário Filadélfia (2006), graduação em Teologia – Seminário Teológico Rev Antonio de Godoy Sobrinho (2001) e mestrado em Teologia pela Faculdade EST (2005). Atuou como coordenador de curso no Centro Universitário Municipal de São José( USJ). Atou no Ensino Médio. Atua no Ensino Superior com as área de Metodologia Científica, Antropologia, ciências da religião, literatura, apocalipse, ensino religioso e apócrifo.Mestrando em Antropologia na UFMS.

Domingos Alves de Almeida (Brasil)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano pelo Instituto de Artes e Comunicação Social – IACS II, da Universidade Federal Fluminense – UFF. Mestre em Integração Contemporânea da América Latina ­- ICAL e Especialista em Relações Internacionais Contemporâneas – RIC, ambos pelo Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política – ILAESP, da Universidade Federal da Integração Latino-­Americana – UNILA. Graduado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de Imperatriz, com período sanduíche em Comunicación na Universidad Anáhuac Cancún – UAC (México), por meio do Intercambio Internacional do Programa de Bolsas Ibero-americanas, SANTANDER/UFMA 2013-2014, para estudantes de graduação. Foi Bolsista e é Pesquisador e Extensionista do Projeto Alcântara Maranhão – ALMA: Re)escrevendo as Histórias das Comunidades Quilombolas em Alcântara Maranhão. É membro dos grupos de pesquisa Centro de pesquisa e Produção em Comunicação e Emergência (EMERGE/UFF); Memórias, Diversidades e Identidades Culturais (CCSST/UFMA); Convergência e Narrativas Audiovisuais (CONNAU-UFMA); Jornalismo, Mídia e Memória (JOIMP-UFMA); Laboratório Integrado de Pesquisa e Práticas Jornalísticas e Culturais (Labjor-UFMA) e Centro de Estudos Sócio-Políticos e Internacional da América do Sul (CESPI-América do Sul – UNILA). Coordenador Técnico do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). É militante do movimento negro pelo Centro de Cultura Negra Negro Cosme de Imperatriz (MA), onde atua como Professor de artes (Teatro e Dança) e Assessor de Comunicação, ambos de forma voluntária. Diretor da Companhia Afro de Teatro REinventarte do Centro de Ensino Urbano Rocha de Imperatriz (MA). Tem interesse pelas seguintes áreas: América Latina, Educação, Ações Afirmativas, Movimentos Sociais, Comunicação e Política, Relações Internacionais, História do Jornalismo, Televisão, Teatro e Cultura Negra.

Edivan de Azevedo Silva da Costa (Brasil)

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS) / Linha de Pesquisa: “Estudo das Relações Brasil-China” da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Graduado em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) (2014). É mestre em Ciências Sociais, área de concentração: Antropologia Social pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) (2018). Além disso, é graduando em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais também pela UERJ (2019). Possui amplo conhecimento em softwares de tratamento de dados quantitativos (Excel, SPSS, LibreOffice Calc), tratamento de dados estatísticos e também em Geoprocessamento (confecção de mapas e análise de conjunturas). É pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios (NIEM) e do Grupo de Pesquisa em Ciências Sociais e Educação (GPCSE). Tem experiência em estudos na área de China, teoria antropológica, migrações no Brasil, migrações internacionais, políticas migratórias, imigração chinesa, mercados, fronteiras, globalização, etnografia, urbanização e dinâmica da população.

Elizeu Pinheiro da Cruz (Brasil)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mestre em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA), Bacharel em Humanidades (UFBA) e Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). É professor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Ensino, Linguagem e Sociedade. Tem interesse por ciências biológicas e ciências sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: etnografia da prática científica, discursos sobre a biodiversidade da caatinga, sexualidade, gênero e ciência, história do ensino de ciências e formação de professores.

Everton Fêrrêr de Oliveira (Brasil)

Licenciado em Educação Especial (1999) pela Universidade Federal de Santa Maria, Mestrado em Educação (2001) pela mesma universidade. Especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à Educação (2010) pela Universidade Aberta do Brasil/UFSM. Atuou no Departamento de Fundamentos da Educação da UFSM (2002-2004) e no Departamento de Estudos Especializados (2007-2008) do Centro de Ciências da Educação da UFSC em Florianópolis – SC. Experiência em Coordenação e docência em cursos de Especialização e de Graduação e integrou a equipe responsável pelo acompanhamento e elaboração de ações na formação dos docentes do ensino superior na Faculdade da Serra Gaúcha (FSG) em Caxias do Sul/RS (2002-2006). Atua no Ensino, Pesquisa e Extensão abordando a formação inicial e continuada de professores, Tecnologias da Informação e da Comunicação e Modalidades de Ensino (Educação Especial, Educação à Distância e Educação de Jovens e Adultos),também foi Coordenador de Área do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID – 2012 – 2018), Atua na Universidade Federal do Pampa – Campus Jaguarão desde 2008 é Coordenador do Curso de Pedagogia (2009-2010 e 2017-2018) presencial e Curso de Pedagogia à Distância (UNIPAMPA/Universidade Aberta do Brasil – 2018-2019). Participa do Grupo de Estudos sobre Fundamentos da Educação Ambiental e Popular (GEFEAP) (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0292116626269437) é Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental na FURG (2017-atual).

Fábio Hoffmann (Brasil)

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), tem especialização em Marketing, Direito Eleitoral e Partidário pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER), e é bacharel em Ciência Política pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Coorganizou em 2018 o dossiê “Cultura Política e Crise Democrática” lançado pela Revista Cadernos de Campo da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). É pesquisador associado ao Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC), e filiado à Asociación Latinoamericana de Ciencia Política (ALACIP) e à Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). Desenvolve estudos e pesquisas em teoria política, com enfoque na democracia e processos de democratização, e na área do comportamento político, com enfoque na cultura política.

Fabricio Pereira da Silva (Brasil)

Professor Adjunto do Departamento de Estudos Políticos e Professor do Quadro Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Colíder do Centro de Análise de Instituições, Políticas e Reflexões da América e da África (CAIPORA), Grupo de Pesquisa sediado na UNIRIO. Investigador Associado do Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane (CEA-UEM) de Moçambique. Professor da Maestría en Estudios Contemporáneos de América Latina da Universidad de la República (UdelaR) do Uruguai. Graduou-se em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), fez o Mestrado em História Social pela UFRJ e o Doutorado em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), no qual foi premiado com a bolsa Faperj Nota 10. Trabalha com os seguintes temas: pensamento político na África e na América Latina; participação popular; teoria democrática; governos de esquerda na América Latina.

Felipe Kern Moreira (Brasil)

Professor associado de Direito Internacional nos cursos de Relações Internacionais, Comércio Exterior e Direito da Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Coordenador do curso de Relações Internacionais da FURG. Coordenador Adjunto e professor permanente do Programa de Mestrado em Gerenciamento Costeiro – PPGC/FURG e professor colaborador no Programa de Mestrado em Direito e Justiça Social – PPGD/FURG. Líder dos grupos de pesquisa do CNPq “Laboratório de Pesquisas em Política e Direito do Mar-LaBMar” e “A formação de ordens normativas no plano internacional”. Doutor (2009) e Mestre (2004) em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília-UnB. Scholarship Holder DAAD/CNPq (doutorado sanduíche) na Johann Wolfgang Goethe Universitaet Frankfurt am Main (2007-2009). Bacharel em Direito pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande – FURG (2001). Estudou e pesquisou no Center for Hemispheric Defense Studies, National Defense University, Washington DC (2003), no Comitê Jurídico Interamericano da Organização dos Estados Americanos, Rio de Janeiro (2005), na Academia de Direito Internacional das Nações Unidas, Haia, Países Baixos (2009) e no European University Institute, Florença, Itália (2009). Professor do Bacharelado em Relações Internacionais (2006-2015) e no Mestrado em Sociedade e Fronteiras PPGSOF (2010-2018) do Centro de Ciências Humanas, da Universidade Federal de Roraima-UFRR. Atuou como Assessor Jurídico na Coordenação-Geral de Legislação e Normas do Ensino Superior, da Secretaria do Ensino Superior do Ministério da Educação (2002-2004) e como Coordenador de Articulação Institucional do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça (2004-2005). Assessor do SciELO Brasil (CNPq, FAPESP, FapUNIFESP e BIREME) na avaliação de mérito de periódicos. Possui artigos publicados no Brasil, Argentina, Estados Unidos da América, Portugal, México e Venezuela. Áreas de interesse: Poder e Normas nas Relações Internacionais; Direito Internacional; Governança Global dos Oceanos; Legitimidade; Identidade e Relações Internacionais e Povos Indígenas e Relações Internacionais. ID orcid.org/0000-0002-5084-4987. ResearcherID: K-1774-2016.

Flávia Candido da Silva (Brasil)

Advogada, professora e pesquisadora. Docente do Curso de Direito no Instituto Federal do Paraná-Campus Palmas. Doutoranda em Direito pela Universidade de Marília-SP. Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista-UNESP, especialista lato sensu em Antropologia pela Universidade do Sagrado Coração-USC e também especialista lato sensu em direito tributário pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Graduada em Direito pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná-UNIOESTE. Pesquisadora associada do CLAEC – Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura. Integrou o corpo docente da UNISEP – União de Ensino do Sudoeste do Paraná em dois Vizinhos-Pr, e da UDC – Centro Universitário União Dinâmica das Cataratas em Foz do Iguaçu e Medianeira. Foi pesquisadora bolsista vinculada à CAPES de 2015 à 2016.

Flávio de Ligório Silva (Brasil)

Possui graduação em Matemática Licenciatura pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2018). Atualmente é professor do Instituto Federal do Piauí. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia, percepção, escassez de professores, educação e processo de ensino-aprendizagem.

Francisco Xavier Freire Rodrigues (Brasil)

Professor Efetivo da Universidade Federal de Mato Grosso, Associado II, lotado no Departamento de Sociologia e Ciência Política. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFMT. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea – ECCO/IL- UFMT. Coordenador do Núcleo Interinstitucional de Estudos da Violência e Cidadania NIEVCi/UFMT. Coordenador de Área do Núcleo do PIBID Multisciplinar Filosofia e Sociologia. Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007), Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003), Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2000). Coordenador do GT Sociologia do Esporte da Sociedade Brasileira de Sociologia. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Esporte, Cultura e Sociedade (GEPECS) CNPq/UFMT. Tem experiências em atividades de ensino, pesquisa e extensão na área da Sociologia do Esporte, Sociologia da Violência e e Sociologia da Educação. Leciona Sociologia Teoria Social Clássica no PPG Sociologia e Sociologia I, Sociologia V, Sociologia da Cultura, Sociologia Urbana no Curso de Ciências Sociais. Tem experiência na área de Teoria Sociológica Clássica e Contemporânea, Sociologia Urbana, Sociologia da Educação, Sociologia do Esporte, Sociologia do Trabalho. Suas Pesquisas abrangem os seguintes temas: ensino de sociologia, formação de professores, cultura brasileira, pensamento social, megaeventos esportivos, etno-desporto indígena, relações de trabalho, modernidade, futebol indígena, trânsito em Cuiabá/MT, futebol brasileiro, civilização, Lei Pelé, mercado de trabalho no futebol e violência.

Giordanna Laura Silva Santos (Brasil)

Pesquisadora Associada na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da UFMT e Pós-doutoranda e bolsista PNPD/CAPES do Projeto “Artes Visuais em Mato Grosso: Acervo, Difusão e Crítica”, do Núcleo de Estudos do Contemporâneo, vinculado ao Programa de Pós-graduação Estudos de Cultura Contemporânea, UFMT. Possui Doutorado, pelo Programa Multidisciplinar Cultura e Sociedade da Universidade Federal da Bahia (UFBA), com investigação sobre participação e políticas culturais, na linha de pesquisa Cultura e Desenvolvimento. Mestre em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO), na linha de pesquisa de Poéticas Contemporâneas, pela UFMT. Formada em Comunicação Social, Jornalismo, também pela UFMT. Foi tutora do Curso de Formação em Educação a Distância para Elaboração dos Planos Municipais de Cultura (MinC/UFBA). Foi Consultora no Projeto de Cooperação Técnica UNESCO/ Ministério da Cultura (MinC) na Representação Regional Bahia e Sergipe, para assuntos do Sistema Nacional de Cultura, durante 2013-2014. Participou do Colegiado Setorial de Culturas Populares do Conselho Nacional de Política Cultural(CNPC), vinculado ao Ministério da Cultura (Minc). Integrou o Banco de Parecerista do Ministério da Cultura (MinC), durante dois anos. E também foi Parecerista da Secretaria de Cultura do Distrito Federal e Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (FAPEMAT). Possui experiência na área de Comunicação, ênfase em Jornalismo Impresso, já trabalhou em alguns veículos de comunicação do Estado de Mato Grosso.

Graziela Britez Turdera (Brasil)

Psicóloga. Mestre em Antropologia pela Universidade Federal da Grande Dourados. Especialista em Saúde pelo Programa de Residência Multidisciplinar em Saúde, com ênfase em Saúde Indígena pela UFGD. Professora substituta na Universidade Federal da Grande Dourados de 2014 a 2016. Atuou na Rede de Atenção em Saúde do município de Dourados, em especial no Hospital Universitário da Grande Dourados de 2012 a 2016. Foi colaboradora do Centro de Referência Regional sobre Drogas da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul. Áreas de interesse: Saúde Coletiva e Psicologia Hospitalar, Saúde Indígena e Antropologia da Saúde, Psicologia e Psicanálise.

Gloria Maria Santiago Pereira (Brasil)

Doutoranda em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília com ênfase em saúde e cultura. Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Especialização Lato-sensu em Culturas Negras no Atlântico pela Universidade de Brasília. Professora de magistério superior nas disciplinas de psicologia jurídica, politicas públicas, psicologia social, psicologia da saúde, psicopatologia e atuação em psicologia jurídica. Experiência em orientação de TCC e conhecimento de metodologia qualitativa e quantitativa. Autora e organizadora do livro Migração e Globalização: Um olhar interdisciplinar. Autora do Centro Lúcio Costa/UNESCO. Conhecimentos de metodologia quantitativa e qualitativa – Etnografia, Discurso do sujeito coletivo (DSC), netgrafia e método sóciohistórico. Além disso, tenho atuação como psicóloga clínica com jovens e adultos (individual e em grupo). Atualmente, sou membro como pesquisadora associada do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC).

Icaro Vasques Inchauspe (Brasil)

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGAnt) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e membro do Grupo de Estudos Etnográficos Urbanos (GEEUR). Bacharel em Produção e Política Cultural pela Universidade Federal do Pampa (2016). Atualmente pesquisa na área da Antropologia Urbana com temáticas que versam sobre temporalidades das cidades com o enfoque em dinâmicas de produção da cidade através da memória coletiva; e da sua criatividade no espaço urbano a partir de expressões e manifestações artísticos-culturais, culturas juvenis e redes de sociabilidades. Tem interesse também em áreas da Antropologia da Educação e do Trabalho.

Ida Maria Morales Marins (Brasil)

Possui graduação em Licenciatura Plena Habilitação Português/ Inglês pela Universidade Federal de Pelotas (1991), mestrado (2005) e doutorado (2013) em Letras – área de concentração em Linguística Aplicada pela Universidade Católica de Pelotas e doutorado sanduíche na Universidade de Lisboa, Portugal (2012). Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal do Pampa – campus Jaguarão/RS .Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente no seguinte tema: ensino de língua materna e formação de professores.

Isabel Cristina Chaves Lopes (Brasil)

Profª Associado I da Universidade Federal Fluminense. Doutora em Serviço Social: Serviço Social, fundamentos e prática profissional, pelo Programa de Estudos Pós-graduados em Serviço Social da PUC/SP (2014). Mestre em Serviço Social, política social e trabalho pela UERJ (2002). Especialista em Serviço Social Contemporâneo pela UFF (1996). Graduada em Serviço Social pela UFF (1989). Atuações profissionais: assistente social no Projeto de Habitação Popular da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes (1991). Exercício de docência junto ao ensino fundamental público estadual, como alfabetizadora, no Centro Integrado de Educação Pública (1986-1992). Exercício da docência no magistério superior (1992 até o momento)., Coordenadora do Nediger (Núcleo de Estudos em Ética e Desigualdades de Gênero, Etnia e Racismo) e do Nucems (Núcleo de Estudos em Cultura, Educação e Movimentos Sociais) ambos da Universidade Federal Fluminense. Experiência e interesse nos seguintes temas: Intervenção Profissional do Serviço Social; Metodologia de ensino superior; Gestão acadêmica no ensino superior ( Vice- coordenadora de curso, Coordenação de estágio profissional, Coordenação de extensão universitária); Política pública para a infância e adolescência; Política pública de educação e Serviço Social; Cultura e movimentos sociais; Direitos Humanos e diversidade social; Ética e Serviço Social; Educação e comunicação digital; Arte e processos formativos emancipatórios; Mobilização e organização comunitária de mulheres; Controle social , capacitação política e participação popular.

José Reinaldo Felipe Martins Filho (Brasil)

Doutor em Ciências da Religião, na linha de pesquisa Cultura e Sistemas Simbólicos, pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2019). Também desenvolve pesquisa de Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás, instituição em que obteve os graus de Mestre em Filosofia (2014) e em Música (2016), com concentração em Musicologia. Possui habilitação em Sociologia, pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais (2012). É Licenciado e Bacharel em Filosofia, pela Faculdade Católica de Anápolis (2011) e Instituto de Filosofia e Teologia Santa Cruz (2009), e Bacharel em Teologia, também pela Faculdade Católica de Anápolis (2019). Desde 2010 é membro colaborador do Círculo Latinoamericano de Fenomenologia (CLAFEN), a partir de 2014 do Laboratório de Musicologia Braz Wilson Pompeu de Pina Filho (EMAC/UFG) e, desde de 2016, do Grupo de Pesquisa em Religião, Cultura e Sociedade, da PUC-Goiás, e Arte, Educação e Cultura, da UFG. Em 2017 tornou-se Pesquisador Associado junto ao Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Possui experiência em Filosofia, dedicando-se à tradição fenomenológica e à interface entre Filosofia e Religião. Em Musicologia, interessa-se pelas expressões musicais da liturgia cristã, sobretudo quando se referem 1) à música litúrgica/ritual e 2) à religiosidade popular goiana (hibridismos, festas, processos identitários, cultura imaterial). Também escreve sobre temas transversais (tais como, educação, psicanálise, espiritualidade, liturgia, sociologia e política), com artigos publicados em periódicos e capítulos de livros. Desde 2018 é editor da Illuminare – Revista de Filosofia e Teologia.

José Serafim Bertoloto (Brasil)

Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA. Possui graduação em Licenciatura e Bacharel em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (1985), graduação em Tecnólogo em Bovinocultura pela Universidade Federal de Mato Grosso (1980), mestrado em Artes pela Universidade de São Paulo (1992), especialização em Museu de Arte pelo MAC-USP (1998) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Professor titular da Universidade de Cuiabá, Departamento de Arquitetura e do Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade de Cuiabá. Hoje aposentado como técnico, mas atua como um dos curadores no Museu de Arte e de Cultura Popular da Universidade Federal de Mato Grosso, onde trabalhou por 28 anos como historiador/pesquisador, e diretor por vários anos. É também professor colaborador no programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea – Área Interdisciplinar / Mestrado e Doutorado. Artista Plástico com vasta experiência na área de Artes, com ênfase em teoria e crítica, atuando principalmente nos seguintes temas: poética, artes visuais, cultura popular, patrimônio artístico cultural, semiótica da arte e do design em Mato Grosso. Principal publicação: Iconografia das Águas: o rio e suas imagens.

Joséli Fiorin Gomes (Brasil)

Doutora em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2015). Mestre em Direito Público pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2006). Especialista pelo Curso de Especialização O Novo Direito Internacional: Direito Internacional Público e Privado e Direito da Integração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2009). Graduada em Direito pelo Centro Universitário Franciscano (2004). Atualmente, é Professora Adjunta do Departamento de Direito da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e pesquisadora do Núcleo de Pesquisa e Práticas em Direito Internacional (NPPDI) e do Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão Direitos Humanos e Mobilidade Humana Internacional (MIGRAIDH), ambos da mesma instituição, bem como do Grupo de Estudos do Sul Global, junto à Universidade Federal do ABC (UFABC). Tem experiência em ensino, pesquisa e extensão na área de Relações Internacionais e Direito, com ênfase nos seguintes temas: Integração Regional, Paradiplomacia, Direito Internacional (Público e Privado), Direito Comparado, Direito Municipal, Direito/Relações Internacionais e Cinema

Juliana Porto Machado (Brasil)

Bacharel em Produção e Política Cultural (2012-2015) pela Universidade Federal do Pampa – Unipampa, sendo bolsista do Programa de Educação Tutorial – PET Produção e Política Cultural (2013-2016). Mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural pela UFPEL- Universidade Federal de Pelotas/2018. Bolsista CAPES ( Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) desde 2016-2018. Membro do grupo de pesquisa, Relações de Fronteira: História, Política e cultura na tríplice aliança,Brasil, Argentina e Uruguai. Atualmente é Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural, bolsista FAPERGS. Pós-graduanda em Ensino de História pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA Jaguarão. Diretora Vice-Presidente do Instituto Conexão Sociocultural desde 2015 e Diretora Vice-Presidente do Centro Latino Americano de Estudos em Cultura-CLAEC. Tem interesse nas áreas de Patrimônio Material e Imaterial Rural e Urbano, desenvolvimento rural ,Identidade , Tradição, Memórias e Culturas Populares.

Laura Janaina Dias Amato (Brasil)

Possui mestrado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (2005) e doutorado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (2012). Atualmente é professora adjunto III da Universidade Federal da Integração Latino-Americana e pesquisadora associada do Centro Latino-Americano de Estudos da Cultura. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: educação intercultural, processos identitários, formação de professores de línguas , letramento crítico, teoria pós-colonial, alemão como língua estrangeira. Mãe do Renan e da Manuela, esteve em licença maternidade em 2009 e 2015.

Luciana Contreira Domingo (Brasil)

Possui graduação em Letras – Língua Espanhola e respectivas Literaturas (UFPEL, 2003), especialização em Língua Espanhola (UCPEL, 2005) e em Estudos Linguísticos e Literários (UFBA, 2009), mestrado em Letras (UFBA, 2011) e doutorado em Letras (UCPEL, 2015). Atualmente é Professora Adjunta no Curso de Letras da Universidade Federal do Pampa – Campus Jaguarão. Pesquisadora do Grupo de Estudos em Linguagens: Fronteiras, Identidades e Culturas (GELFIC – UCPEL). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em ensino de espanhol nos níveis fundamental, médio e superior, atuando principalmente nas seguintes áreas: ensino de língua espanhola, análise e elaboração de materiais didáticos e formação docente. Seus interesses atuais são Estudos Culturais na América Latina, elaboração de materiais didáticos, interculturalidade e ensino de línguas e formação intercultural docente. 

Luciana Pelaes Rossetto (Brasil)

Possui graduação em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero(2002) e mestrado em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero(2014). Atualmente é discente da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo e Editoração. Atuando principalmente nos seguintes temas: brasiguaios, campesinos, Paraguai, jornalismo.

Ludmila de Lima Brandão (Brasil)

Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense (1982), graduação em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (1995), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999). Pós-doutorado (2004-2005) na Université d’Ottawa (Canada), com bolsa CAPES, na área de Crítica da Cultura. Professora Titular da Universidade Federal de Mato Grosso. Foi Coordenadora da Pró-Reitoria de Ensino de Pós-Graduação da UFMT (2013-2016). Fundadora e primeira Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea – Área Interdisciplinar / Mestrado e Doutorado nota 4 – da UFMT (2008-2011). É líder do Núcleo de Estudos do Contemporâneo (UFMT/CNPq). É membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA e Curadora do Museu de Arte e Cultura Popular da UFMT (MACP/UFMT). Coordena o site Visual Virtual MT resultado de projeto financiado pela CAPES. Atua no campo da Análise e da Crítica Cultural, da Crítica de Arte, no debate sobre a colonialidade do saber e da arte. Principal publicação: A Casa Subjetiva: matérias, afectos e espaços domésticos (São Paulo: Perspectiva, 2008, 1 reimpressão).

Manuella Sampaio da Silva (Uruguai)

Diretora da Subsede do CLAEC no Uruguai. Mestranda em Integração Contemporânea da América Latina (PPG-ICAL) pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal do Pampa (2014). Técnica em Informática pelo Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete-RS (2009). É integrante do grupo de pesquisa Relações de Fronteira: história, política e cultura na tríplice fronteira Brasil, Argentina e Uruguai da Universidade Federal do Pampa. Tem interesse e desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: História Contemporânea da América Latina, Memória social, História oral e Ditaduras militares do século XX no Cone Sul.

Marco Antonio Chávez Aguayo (México)

Graduado em Psicologia pela Universidad Jesuita de Guadalajara – ITESO/México, Mestrado em Estudos Comparados de Literatura, Arte e Pensamento pela Universidad Pompeu Fabra/Espanha, Mestrado e Doutorado em Gestão Cultural pela Universitat de Barcelona/Espanha, Pós-Doutorado em Gestão Cultural pela Universidad de Guadalajara, com bolsa do CONACYT/México. Realizou períodos de investigação na Universidade de Glasgow/Reino Unido, Universidad de Guadalajara, Universidad del Egeo/Grecia, Universidad Autónoma de Barcelona/España e Universidad Deakin/Australia. É membro do Sistema Nacional de Investigadores/México, do Consejo Internacional de Monumentos y Sitios (ICOMOS) e do Consejo Internacional de Museos (ICOM). É investigador associado e membro do conselho editorial e do comitê científico do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Possuí as distinções de Chartered Scientist pelo Conselho de Ciência do Reino Unido e Associate Fellow y Chartered Psychologist pela Sociedade Psicológica Britânica. É conselheiro da Secretaria de Cultura de Jalisco. Foi impulsor e redator da reforma constitucional de Jalisco para a incorporação do Direito à Cultura e os direitos culturais, bem como da lei estatal de Patrimônio Cultural. É Diretor da Revista de Investigação em Gestão Cultural – Córima, Professor Associado “A” da Universidad de Guadalajara e pesquisa temas como patrimônio cultural, legislação cultural e políticas culturais.

Maria de Fátima Bento Ribeiro (Brasil)

Doutora em História na área de Política, Memória e Cidade, pela Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP, Professora Associada da Universidade Federal de Pelotas/UFPEL, no curso de bacharelado em Relações Internacionais.Foi membro da comissão de implantação dos Cursos de bacharelado em Produção e Política Cultural, Gestão do Turismo e História da Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA. Mestre em História na área de História Social, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC/SP. Graduação em Licenciatura Plena Em História pela Universidade Federal de Pelotas (1989), graduação em Licenciatura em Estudos Sociais pela Universidade Federal de Pelotas (1986). Foi diretora da Universidade Federal do Pampa – Campus Jaguarão(2008/2011). Foi professora adjunta no curso de História da Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Unioeste(1995/2008).Tem experiência na área de História, com ênfase em Cultura, Poder, Fronteiras atuando principalmente nos seguintes temas: Culturas, cidades, fronteiras, memória,genêro , patrimônio cultural, políticas culturais.

Mariana Aparecida dos Santos Panta (Brasil)

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista – UNESP – Câmpus Marília (2018), com a realização de Estágio de Investigação Doutoral no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Portugal, como bolsista PDSE-CAPES (2017). Mestra em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Londrina (2013); Graduada em Sociologia (Licenciatura) pela Universidade Paulista (2019) e Graduada em Educação Física (Bacharelado) pela Universidade Estadual de Londrina (2010). É pesquisadora colaboradora do ‘Laboratório de Cultura e Estudos Afro-Brasileiros’ – LEAFRO-UEL. Atua principalmente nos seguintes temas: Relações Raciais, Segregação Urbana e Racial, Políticas Públicas, Cidades Contemporâneas, Racismo, Trajetórias de Personalidades Negras e Pensamento Decolonial.

Marie Laure Geoffray (França)

Doutora e Professora de Ciência Política pelo Institut des Hautes Etudes de l’amérique latine. Centre de Recherche et de Documentation sur les Amériques (IHEAL-CREDA) Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, France.

Maysa Mayara Costa de Oliveira (Brasil)

Doutoranda em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP. Mestre em Ciências Sociais pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais na Universidade Federal do Maranhão. Bacharel e Licenciada no Curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Maranhão. É membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Teoria Sociológica (GETESOL), que tem como finalidade aprofundar os estudos sobre Sociedade, Estado, Cultura e Pensamento Social. Membro da Sociedad Latinoamericana de Economía Política y Pensamiento Crítico – SEPLA. Pesquisadora associada do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura – CLAEC.

Nadja Maria Mourão (Brasil)

Doutoranda em Design, pelo PPGD/UEMG, Linha de pesquisa: Cultura, Gestão e Processos em Design, Título da Tese: Tecnologias Sociais: Diretrizes para Empreendimentos Criativos (em andamento). Possui mestrado em Design, Inovação e Sustentabilidade pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2011). Pós-Graduação em Arte Educação pela FAE/UEMG – Faculdade de Educação (1999). Graduação em Design de Ambientes pela Fundação Mineira de Arte Aleijadinho – Escola de Artes Plásticas (1994). Atualmente é pesquisadora associada do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura. Professora Titular da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq: Estudos em Design, Comunidades, Tecnologias Sociais e Iniciativas Sustentáveis (DECTESIS) e Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq: Design, Identidade e Território. É consultora e gestora de projetos solidários, socioculturais e ambientais, em APLs – Arranjos Produtivos Locais, empreendimentos criativos. Atuante em projetos comerciais de Design de Ambientes e do Sebraetec/MG. É coordenadora de projetos e membro do CEDTec – Centro de Estudos de Design e Tecnologia da Escola de Design/UEMG – Linha de Pesquisa: Design, Inovação e Tecnologia – Design inclusivo e Tecnologia Social. É membro de criação e execução da Tecnologia Social Librário. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Design, Sustentabilidade e Inclusão, atuando principalmente nos seguintes temas: Design, Tecnologias Sociais, Empreendedorismo Social e Cultural, Comunidades, Identidade e Cultura.

Natália Martins de Oliveira Gonçalves (Itália)

Mestra em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e licenciada em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). É idealizadora e coordenadora educativa do MusEC – Espaço Patrimônio; onde atua nas áreas de Museologia, Educação, Cultura e Patrimônio Histórico. Atualmente cursa, com bolsa da União Europeia (EACEA), o mestrado TPTI – Techniques, Patrimoine, Territoires de l’Industrie: Histoire, Valorisation, Didactique, pela Université Paris I – Panthéon-Sorbonne (França), em consórcio com a Università degli Studi di Padova (Itália) e a Universidade de Évora (Portugal). Também é discente da especialização em Políticas Públicas para la Igualdad en América Latina, pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales – Sede Académica Argentina (FLACSO-AR). Tem experiência nas áreas de Memória e Identidades; Patrimônio Histórico e Cultural (com ênfase em Patrimônio Industrial e em Educação Patrimonial); História Oral; Ensino de História e Educação em Museus.

Rafael Henrique Cruz de Sousa (Brasil – Argentina)

É doutorando em Ciências Sociais pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales (FLACSO Argentina), pesquisador convidado da área de Comunicação e Cultura da instituição, co-realizador da Pública Argentina e Coordenador Administrativo da Escola Latino-Americana de Altos Estudos em Cultura (ELACult).
Integrou a equipe de Novas Mídias do Centro Paulista de Rádio e TV Educativas (Rádio e TV Cultura de São Paulo) e de Informação e Estatística Cultural do Ministerio de Cultura de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires e do Sistema de Información Cultural de la Argentina (SInCA), do Ministerio de Cultura de la Nación.
Se dedica a estudos relacionados à economia política da comunicação e da cultura.

Raildis Azevedo Avelino (Brasil)

Graduada em História pela Universidade Federal do Tocantins; Atuou como Secretária Executiva da Secretaria Municipal de Saúde, na cidade de Monte do Carmo – TO; Estágio extra curricular do Curso de Historia no âmbito da administração estadual ( Tribunal de Contas do Estado do Tocantins) – Memorial do TCE, Palmas – TO; Pesquisadora do Patrimônio Cultural Material e Imaterial da Secretaria Municipal de Cultura da cidade de Monte do Carmo – TO; Pesquisadora Associada do Centro Latino Americano de Estudo em Cultura (CLAEC); Atuou como professora de História no Centro Educacional Caminho Certo na Cidade de Porto Nacional – TO; Mestranda em História na Universidade de Passo Fundo (UPF), linha de pesquisa – CULTURA E PATRIMÔNIO.

Raquel Pereira Quadrado (Brasil)

Possui Graduação em Licenciatura em Ciências – Habilitação Biologia pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Mestrado em Educação Ambiental pela FURG, Doutorado em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG e Pós-doutorado na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Coimbra (Portugal). Atualmente é professora Adjunta do Instituto de Educação da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da FURG e professora do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências (Associação Ampla FURG/UFRGS/UFSM). Atua como pesquisadora no Grupo de Pesquisa em Educação em Ciências (PEmCie) e no Grupo de Pesquisa Sexualidade e Escola (GESE). Coordena o subprojeto multidisciplinar Ciências EaD do PIBID/FURG. Tem experiência na área de Educação, Educação para a Sexualidade e Educação em Ciências, com ênfase na formação inicial e continuada de professores.

Rocheli Regina Predebon Silveira (Brasil)

Mestre em Letras pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Santa Maria – Área de concentração: Estudos Linguísticos. Formada em Licenciatura em Letras Português/Espanhol e respectivas literaturas pela Universidade Federal do Pampa, Câmpus Jaguarão. Atualmente é editora assistente na Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade e da Editora do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura.

Rodrigo Koch (Brasil)

Doutor em Educação (Culturas Juvenis) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestre em Educação (Estudos Culturais) pela Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), pós-graduado em Administração e Marketing Esportivo pela Universidade Gama Filho (UGF), e graduado em Educação Física pela Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) [CREF 012626-G/RS]. Pesquisador Associado do Centro Latino Americano de Estudos em Cultura – CLAEC. Atualmente é diretor do Laboratório de Estudos Avançados Multidisciplinares – LEAM (Uergs/UFRGS/UFSM/UFPel) e professor adjunto C da Uergs – Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, lotado na unidade Hortênsias-São Francisco de Paula. Idealizador e coordenador institucional dos Jogos Universitários da Uergs – JUergs. Foi Diretor Regional – Campus II (Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Encantado, Montenegro, São Francisco de Paula e Vacaria) entre 2014 e 2019, e coordenador do curso de Pedagogia (Unidade: São Francisco de Paula/Uergs) entre 2012 e 2014. Jornalista Esportivo (MTB – 13.743). Também foi coordenador de esportes da Rádio Guaíba, pela qual realizou as coberturas jornalísticas dos Jogos Olímpicos de Sydney-2000 e Atenas-2004, dos Jogos Pan-Americanos Rio-2007 e, dos Jogos Mundiais Militares Rio-2011. Recebeu a Medalha João Saldanha pela contribuição ao esporte gaúcho, em 2009. Autor dos livros Universíade 1963 – História e Resultados dos Jogos Mundiais Universitários de Porto Alegre; Tie-Break – A saga dourada do vôlei masculino do Brasil; A Vitória vem dos Céus – A trajetória do brasileiro campeão mundial de judô; e Celeste Olímpica – A era de ouro da seleção uruguaia. Co-autor de: O Rádio e as Copas do Mundo; Educação e Interdisciplinaridade; e Educação para a Sustentabilidade. Produtor dos cd´s: Brasil Pentacampeão; e Planeta Colorado. Tem experiência nas áreas de Educação Física e Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: Futebol, Jogos Olímpicos, Práticas Corporais, Educação, e Comunicação & Esporte. Trabalha com o processo contemporâneo da Futebolização, articulando o mesmo aos conceitos de Modernidade Líquida (Bauman 1925-2017), Hipermodernidade (Lipovetsky 1944-) e Hibridização (Canclini 1939-); realizando pesquisas e estudos junto aos jovens torcedores pós-modernos (Giulianotti 1966-) e suas manifestações e produtividades nas Sociedades de Espetáculo (Debord 1931-1994), e de Consumidores (Bauman 1925-2017). 

Rosario Radakovich (Uruguai)

Doutora pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Especialização em Comunicação Audiovisual e Publicidade pela Universidade Autônoma de Barcelona, Especialização em Estudos Internacionais e Graduação em Licenciatura em Sociologia pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidad de la República – UDeLaR, Uruguai. Investigadora Nível I- ANII, PRODIC – FIC – UDELAR,  Programa de Desenvolvimento da Informação e Comunicação, Faculdade de Informação e Comunicação, Universidad de la República.

Rubens Lacerda de Sá (Brasil)

Docente, Pesquisador e Coordenador da Editora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Pesquisador Associado do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Doutorando em Linguística Aplicada (UNICAMP), Mestre em Linguística (UnB), Especialista no Ensino de Línguas para Fins Específicos (UFMT) e Bacharel em Letras (UCCB). Líder do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Estudos de Linguagem (GIEL/CNPq) e pesquisador do Núcleo de Estudos em Linguagens e Políticas Públicas em Educação (NELPPE/CNPq). Interesses de pesquisa: Estudos Críticos de Discurso, Estudos Migratórios, Políticas Linguísticas, Estudos de Identidade e Representação Social, Estudos de Linguagem, Internacionalização, Educação, Interdisciplinaridade e Tecnologias da Informação e Comunicação. Membro da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN), da American Organization of Teachers of Portuguese (AOTP), da Associação Brasileira de Linguística Aplicada (ALAB), dos Grupos de Pesquisa de Linguagem do Centro-oeste (GELCO), Lusofonia e Ensino de Português, da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e do Distance Learning and Digital Technologies (DLDT). Projeto de pesquisa e de extensão atuais: Programa(s) de Internacionalização do Ensino Superior: Acolhimento a Imigrantes, Multilinguismo e (Inter)culturalidade Crítica. Possui larga experiência em consultoria, assessoria e ensino de línguas portuguesa, inglesa, espanhola e Português para falantes de outras línguas e suas respectivas literaturas atuando tanto em âmbito público e privado em escolas de educação básica, em institutos de idiomas e em diversas empresas e universidades. Examinador das provas orais em Língua Inglesa: FCE, CAE, CEELT, BEC e CPE da Universidade de Cambridge e das provas orais em Língua Espanhola: DELE A1-A2 e B1-B2 da Universidade de Salamanca.

 Sandra Catalina Valdettaro (Argentina)

Graduada em Comunicação pela Universidad Nacional de Rosário – UNR/Argentina, Mestre em Ciências Sociais pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales – FLACSO/Argentina, Doutorado em Comunicação pela Universidad Nacional do Rosario. Professora e investigadora na Universidad Nacional de Rosário e também é Diretora do mestrado em Estudos Culturais, atua com pesquisa nas áreas de comunicação, estudos culturais e semiótica.

Senilde Alcântara Guanaes (Brasil)

Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1996) com área de concentração em Antropologia, mestrado em Antropologia Social (2001) e doutorado em Ciências Sociais (2006), com ênfase em Antropologia, ambos pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Realizou estágio de doutorado no INRA – Institute National de Recherche Agronomique de Paris (2005) com pesquisa sobre o modelo francês de gestão ambiental, tendo realizado pesquisa de campo com pequenos agricultores, guarda parques e nativos do Parc des Cévennes na região central da França. Com o apoio da FAPESP realizou estudos de Pós doutorado junto ao Departamento de Ciências Sociais e Educação da Faculdade de Educação/UNICAMP com pesquisas no Mosaico Juréia-Itatins, região de mata atlântica no litoral sul de São Paulo. Atualmente é professora adjunta II do curso de Antropologia da UNILA – Universidade Federal da Integração Latino Americana, professora permanente do Programa de Mestrado em Integração Contemporânea da América Latina – PPG-ICAL e pesquisadora associada do CLAEC – Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura. Trabalha com temas como unidades de conservação; populações tradicionais, rurais e indígenas; movimentos sociais e organizações políticas.

Simone Silva Alves (Brasil)

Possui graduação em Pedagogia Licenciatura Plena (ULBRA), Especialização em Gerontologia Social (UFRGS), Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação para as Relações Étnico-Raciais, Educação Quilombola, Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Currículo, Gênero, Formação de Professores/as e Movimentos Sociais. Integrante da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN). Líder do Grupo de Pesquisa Educação e Cultura Quilombola (GEPECQ).

Sulivan Charles Barros (Brasil)

Sociólogo. Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás – UFG. Pesquisador Associado do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura – CLAEC. Coordenador da Comissão de Extensão e Cultura da Unidade Acadêmica Especial de História e Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás- IHCS/UFG/RC. Sub-Coordenador da Comissão de Pesquisa da Unidade Acadêmica Especial de História e Ciências Sociais – IHCS/UFG/RC. Coordenador do Laboratório de Etnografia, Arqueologia e Museologia (LEAM) da Unidade Acadêmica Especial de História e Ciências Sociais – IHCS/UFG/RC. Fui Coordenador do Museu Antropológico do Cerrado – MACER do Centro Integrado do Cerrado -CIC da Universidade Federal de Goiás – UFG, Regional Catalão (2015-2017). Fui Vice-Coordenador do curso de Ciências Sociais – Bacharelado da Universidade Federal de Goiás – UFG, Regional Catalão (2015-2017). Fui Professor Visitante do Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Estudos Comparados sobre as Américas -CEPPAC da Universidade de Brasília (2011-2013). Fui Professor Substituto do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (2008). Sou Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade de Brasília (1997), Especialista em História das Artes Visuais pela Faculdade Ducina de Moraes (2019), Especialista em Gestão de Direitos Humanos pelo Centro Universitário do Maranhão (2008), Especialista em Filosofia e Existência pela Universidade Católica de Brasília (2005), Especialista em Antropologia e Mundos Contemporâneos pela Universidade Católica de Brasília (2005), Mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília (2000), Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília (2004), Pós-Doutor em Desenvolvimento Social pela Universidade Estadual de Montes Claros (2018), Pós-Doutor em História pela Universidade de Brasília (2014), Pós-Doutor em Estudos Culturais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), Pós-Doutor em Antropologia pela Universidade de Brasília (2008). Tenho experiência nas áreas de Estudos Culturais; Sociologia da Cultura; Geografia Cultural; Sociologia da América Latina; Sociologia Urbana; Sociologia da Arte; Estudos Culturais Latino-Americanos; Direitos Humanos, Civis e Minorias; Antropologia das Populações Afro-Brasileiras; Sociologia e Antropologia da Religião; Cidade, Cultura e Sociedade; Usos Festivos dos Espaços Públicos e Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. E-mail para contato: [email protected] 

Susana Dominzaín (Uruguai)

Doutorado em Ciências Sociais pela Universidad Nacional General Sarmiento/Argentina, mestre em História pela Unviersité París VII – Jussieu/Francia e graduada em Ciências Históricas pela Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación, Universidad de la República/Uruguay. Professora Adjunta (Grado 3 Titular), membro do Centro de Estudios Interdisciplianrios Latinoamericanos e Diretora do Observatorio Universitario de Políticas Culturales da Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación, Universidad de la República/Uruguay. Pesquisa temas como: Estudos culturais, história sociopolítica, estudos de gênero e história social.

Suzana Ferreira Paulino (Brasil)

Doutora em Letras (2015), na modalidade sanduíche, pela Universidade Federal de Pernambuco/University of Birmingham (Inglaterra-UK); mestre em Letras – Linguística (2009) pela UFPE; especialista em Linguística Aplicada ao Ensino da Língua Inglesa (2004) e graduada em Letras Português, Inglês e suas respectivas literaturas (2002) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professor Língua Inglesa I, II, III, IV, V e VI UFRPE-UACSA. Foi professora substituta de Língua Inglesa na Universidade Federal de Pernambuco – inglês instrumental, I, II, III e IV – (2005-2007); membro do Núcleo de Pós-Graduação da FACIPE (NUFA): Inclusão Social e Grupos Vulneráveis; Professora Titular I (presencial e EaD) da Faculdade Integrada de Pernambuco (FACIPE). Coordenadora do Departamento de Relações Internacionais da Facipe. Professor Adjunto na Faculdade SENAC PE; e Convidada na Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE); Professora Assistente no curso de Letras da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO); avaliadora MEC/INEP; pesquisadora associada no Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC). Produtora projetos sócio-culturais. Consultora pedagógica da Fundação Roberto Marinho, formadora de professores do Governo do Estado de Pernambuco, elaboradora de provas de vestibular em língua portuguesa e corretora de redações (ENEM e SMAR); professora de inglês no SENAC IDIOMAS e professora e coordenadora no FACIPE IDIOMAS. Pesquisas sobre Análise Crítica do Discurso, Linguagem, Práticas Sociais e Ensino, Leitura e Produção Textual, Interculturalidade, Diversidade social e práticas docentes.

Tânia Rodriguez Ravera (Uruguai)

Diretora da Subsede do CLAEC no Uruguai. Graduada do Curso de Historia com enfase na América Latina na Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA). Foi bolsista do Programa de Monitoria da UNILA, na disciplina Fundamentos da América Latina I. Entre outros projetos, foi voluntaria como educadora no Projeto de Extensão da Prof. Dra. Andreia Moassab "Educação para a Cidadania e o Territorio", e bolsista do projeto de iniciacao cientifica "ANÁLISE DO IMPACTO DA EDUCAÇÃO PARA O TERRITÓRIO NA CONSOLIDAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS LOCAIS A PARTIR DE ESTUDO DE CASO EM FOZ DO IGUAÇU". No final do ano 2014 defendeu seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) titulado: "Entre los muros de la transición democrática: privados de libertad – Carandirú (1988-1993)", com a orientação da Prof. Dra. Tereza Spyer. Foi representante discente no Colegiado de Professores do curso de Historia – América Latina e representante estudiantil titular no Conselho Universitario da UNILA. É Magister em Integração Contemporánea de América Latina pelo PPG-ICAL, também na UNILA, com sua dissertação titulada "Violencias e (in) seguridades institucionalizadas: la baja de la edad de imputabilidad penal en Uruguay y Brasil (2012 ? 2016)". Pesquisa temas relacionados à violência, direitos humanos, punitivismo, encarceramento, setores populares, trabalho e América Latina.

Wilson Enrique Araque Jaramillo (Equador)

Graduado em Economia pela Universidad Central/Equador, Mestre em Gerencia Empresarial pela Escuela Politécnica Nacional/Equador e Doutor em Administração pela Universidad Andina/Equador. Atualmente é Professor e Diretor (Decano) da Área Acadêmica de Gestão na Universidad Andina Simón Bolivar, Sede Equador, pesquisa temáticas como associatividade, pequenas e médias empresas e espaço organizacional coletivo.